Em novembro de 2020, um ataque cibernético ao STJ – Superior Tribunal de Justiça, conseguiu paralisar completamente todos os serviços da corte. O hacker conseguiu criptografar até mesmo os backups dos dados da corte, além das contas de e-mail e dados existentes nos servidores.

Outra notícia que repercutiu o Brasil foi que ao menos 16 milhões de brasileiros que tiveram diagnóstico suspeito ou confirmado de covid-19 ficaram com seus dados pessoais e médicos expostos na internet durante quase um mês por causa de um vazamento de senhas de sistemas do Ministério da Saúde.

Tanto pacientes da rede pública quanto da privada tiveram seus dados expostos. Isso porque a notificação de casos suspeitos ou confirmados de Covid ao Ministério da Saúde é obrigatória a todos os hospitais.

Esses ataques funcionam como um “sequestro digital” pois os criminosos solicitam um valor (geralmente em criptomoedas) para que possam liberar o acesso seguro aos arquivos.

Não importa se é uma empresa de grande ou pequeno porte, ou então um órgão público, todos são suscetíveis aos ataques cibernéticos!

É fundamental a utilização de tecnologias que visem a proteção dos dados para que as empresas estejam preparadas para lidar com cenários como esses.

A Asasul oferece serviços na área de TI para o mercado corporativo com qualidade! Soluções em nuvem com servidores protegidos e monitoramento de acessos por usuário.

Fale com um especialista!